quarta-feira, maio 15, 2013

Descriminação ou não... no LinkedIn

O contrato de uso da rede social LinkedIn acaba de ser atualizado. Agora, a profissão "prostituta" está proibida mesmo em países onde ela é tida como legal.

Ficou claro que nem todas as profissões são aceitas da rede social corporativa. A especificação consta no décimo tópico, onde fala sobre o que os usuários do site devem ou não devem fazer.

A criação de perfis para divulgar serviços de acompanhante ou prostituição é uma das coisas proibidas. "Mesmo que isso seja lícito no local onde você está, criar perfis ou fornecer conteúdo que promova serviços de acompanhante ou prostituição", diz.

O texto antigo não trazia esses detalhes, segundo o site informou ao Mashable. Apenas afirmava que não se podia promover nada ilegal.

fonte http://pt.kioskea.net/news/20285-perfis-de-prostitutas-declaradas-no-linkedin-passaram-a-ser-proibidos

Sem comentários:

LinkWithin

Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin